MuriciNet

Home
Últimas Notícias
Localização
Anuncie
Contato

Canais > EntretenimentoRSS desta categoria

Data: 07/12/2011    Postado às 11h38

Reality show sobre anorexia estreia nos EUA sob muita polêmica

Por: Por Letícia González, globo.com
Versão para impressão
Envie para um amigo
Tamanho da Fonte: ReduzirAumentar
TRACEY (à dir.) CONVERSA COM UMA DAS PARTICIPANTES DO REALITY SHOW

Quando você acha que já não há mais assunto que possa ser transformado em reality show, a televisão vem e surpreende. O exemplo mais recente dessa onda é o programa “Starving Secrets” (“Segredos da Fome”, em tradução bem livre), que acaba de estrear nos EUA sob muita polêmica. Nele, um grupo de dez mulheres que sofrem de distúrbios alimentares são acompanhadas por câmeras a todos os lugares, de sessões de terapia até o banheiro.

Quem comanda é a atriz Tracey Gold, conhecida pela própria batalha contra a anorexia quando tinha apenas 19 anos e estrelava a série “Growing Pains”, na década de 1980. O estopim de sua doença foram piadas do roteiro sobre o seu peso e, finalmente, a dieta que ela começou a pedido da produção. “Meu regime foi além dos limites. Eu não queria voltar a ser a garota de quem todos riem por ser gordinha”, lembra.

Antes de o primeiro episódio ir ao ar, na última sexta-feira (2), Tracey deu entrevista à rede de televisão CNN (veja vídeo abaixo) e explicou a ideia do show: “Falar sobre a minha doença sempre me deu forças. Eu espero que o mesmo aconteça com as meninas do programa. Quero que elas se tornem inspiração para os outros e que isso as faça sentir melhor”.

A declaração de Tracey dá o tom do programa. Não se trata de um show descontraído, mas de um retrato duro de quem tenta quebrar ciclos viciosos e não consegue. “Esta não é uma doença glamourosa, algo restrito ao tapete vermelho e ao mundo das celebridades. São mulheres normais, entre 19 e 43 anos, desesperadas por ajuda”, disse.

Apesar das boas intenções, “Starving Secrets” já recebeu críticas de quem mais entende do assunto. “Não apoiamos a exposição de pessoas doentes na televisão”, disse Lynn S. Grefe, presidente da Associação de Distúrbios Alimentares dos EUA, ao site “Huffington Post”. Além de temer pela imagem das pacientes, a médica não acredita que o tratamento pode ser efetivo quando conduzido em rede nacional. “Não é fácil para alguém ser honesto em frente às câmeras. Na minha opinião, esse tratamento é um desperdício”.

Ainda no início, a abordagem de “Starving Secrets” deixa até os médicos que participam do show cautelosos. Já no primeiro programa, Melissa, uma jovem bulímica de 22, aparece vomitando no banheiro. O que o reality parece conseguir, no entanto, é mostrar como raciocinam essas mulheres. Se isso vai ajudar no combate ao problema, essa é outra história.

E você, acha que um programa como esse ajuda a iluminar doenças marcadas por segredos cotidianos, como anorexia e bulimia? Deixe seu comentário abaixo.

Mande seu comentário
Seja o primeiro a comentar!

Sem comentários!

Redes Sociais